Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘convidados das mesas-redondas e performances’ Category

LUCI COLLIN (Curitiba, 1964), graduada em Piano, Letras e Percussão, fez Mestrado na UFPR sobre o poeta norte-americano Gary Snyder, Doutorado na USP sobre os retratos literários de Gertrude Stein e Pós-Doutorado na USP sobre a poeta irlandesa contemporânea Eiléan Ní Chulleanáin.  Como escritora, recebeu premiações em concursos de literatura no Brasil e nos EUA; também participou de antologias nacionais como Geração 90 – os transgressores (2002) e 25 Mulheres que estão fazendo a literatura brasileira (2004), e internacionais (EUA, Alemanha, Uruguai, Argentina e Peru). Leciona Literaturas de Língua Inglesa e Tradução Literária na UFPR.

Publicações: Poesia- Estarrecer (1984), Espelhar (1991), Esvazio (1991), Ondas e azuis (1992), Poesia reunida (1996), Todo implícito (1998)// Contos – Lição Invisível (1997), Precioso impreciso (2001), Inescritos (2004), Vozes num divertimento (2008), Acasos pensados (2008) // Traduções – Re-habitar – ensaios e poemas, de Gary Snyder (2005), Etnopoesia no milênio, de Jerome Rothenberg (2006), Contos irlandeses do início do século XX (2007), Congo negro, de Vachel Lindsey (2009), Hábitos do Musgo, de Eiléan Ní Chuilleanáin (2010).

Read Full Post »

 

CARLOS HENRIQUE SCHROEDER é romancista, contista, dramaturgo e editor. É autor de “A rosa verde” (Editora da UFSC, 2005), “Ensaio do Vazio” (7 Letras, 2006) e “As certezas e as palavras” (Editora da Casa, 2010), dentre outros. Em 2010 foi contemplado com a Bolsa Funarte de Criação Literária, do Governo Federal, para pesquisa e conclusão de seu romance “A mulher sem qualidades”. Ainda em 2010, recebeu o Prêmio Clarice Lispector de Literatura, da Fundação Biblioteca Nacional, pelo livro “As certezas e as palavras”. É editor da Editora da Casa e da Design Editora, e assessor do SESC/SC para a área de literatura. Abastece o microblog twitter no @xroeder e faz pose no http://www.carloshenriqueschroeder.com.br.

 

Read Full Post »

Paulo Sandrini

PAULO SANDRINI nasceu em Vera Cruz, São Paulo. Vive em Curitiba. Autor dos livros de contos O estranho hábito de dormir em pé [2003] e Códice d’incríveis objetos & histórias de lebensraum [2005]. Participou das coletâneas Contos cruéis, as narrativas mais violentas da literatura brasileira contemporânea [2006],15 cuentos brasileros/15 contos brasileiros [Argentina] e  90-00, cuentos brasileños contemporáneos [Peru]. É editor da Kafka Edições, pela qual lançou a novela Osculum Obscenum.

Read Full Post »

Luiz Ruffato

LUIZ RUFFATO

Nascido em Cataguases (MG), publicou vários livros, entre eles, Eles eram muitos cavalos, em 2001, também lançado na Itália, França, Portugal e Argentina; De mim já nem se lembra, em 2007; e Estive em Lisboa e lembrei de você, em 2009, lançado em Portugal e Itália e no prelo na Argentina. A partir de 2005, iniciou uma série intitulada Inferno provisório, composta por cinco volumes, dos quais já saíram Mamma, son tanto felice, O mundo inimigo (ambos também lançados na França e o primeiro no prelo no México), Vista parcial da noite e O livro das impossibilidades. Tem histórias publicadas em antologias nos Estados Unidos, França, Argentina, Itália, Portugal, Angola, Suécia e Polônia. Recebeu os prêmios APCA e Machado de Assis (por Eles eram muitos cavalos), APCA (por Mamma, son tanto felice e O mundo inimigo), Jabuti (por Vista parcial da noite), e foi finalista dos prêmios Portugal Telecom (com O mundo inimigo), Zaffari-Bourbon (com O livro das impossiblidades) e São Paulo de Literatura (com Estive em Lisboa e lembrei de você). Tem também uma menção especial no Prêmio Casa de las Américas, por (os sobreviventes).

Read Full Post »

Virna Teixeira

VIRNA TEIXEIRA é poeta, tradutora e editora. Nasceu em Fortaleza e vive em São Paulo, onde trabalha como neurologista. Publicou três livros de poesia: Visita (2000), Distância (2005) pela 7 Letras e Trânsitos (2009) pela Lumme Editor. Publicou também quatro títulos de tradução: a antologia de poesia escocesa Ovelha Negra; Na Estação Central, uma seleção de poemas do escocês Edwin Morgan; Cartas de Ontem, do britânico Richard Price e Livro Universal, do poeta chileno Hector Hernandez Montecinos. Há dois anos edita plaquetes artesanais pela Arqueria Editorial. Organizou e participou de uma série de encontros literários no Brasil e no exterior.

Read Full Post »

 

PAULO VENTURELLI nasceu em Brusque, Sc, filho de uma família de operários. Teve a sorte de fazer o primário do Colégio S. Antônio, onde foi alfabetizado com a histórias de Perrault,o que lhe despertou para o mundo da fantasia. Mais tarde, ingressa num colégio interno para fazer o ginásio. Teve ótimo professor de português que lhe despertou a paixão pela literatura. Começou a escrever na adolescência e nunca mais parou. Naquela época de tantas contradições, percebeu que a literatura lhe dava sentido de vida, o que continua até hoje. Em 74, veio para Curitiba, cursar Letras, na Federal e por aqui ficou. Na mesma universidade fez seu mestrado sobre João Silvério Trevisan. Em 2011 conclui o doutorado na Usp, sobre Adolfo Caminha e Silviano Santiago, estudando as relações entre literatura e homoerotismo, sob a orientação da professora e ensaísta Nádia Battella Gotlib. Tem vários livros publicados. Destancam-se:  No vale dos sentidos, O anjo rouco (que está na 5ª. Edição), A morte (poemas em prosa), Fantasmas de Caligem. Tem orientado teses e dissertações no programa de pós-graduação de Federal.

 

Read Full Post »

Ricardo Corona

 

RICARDO CORONA é poeta, tradutor e performer. Tem experiência na área de Letras e Artes, com ênfase em Literatura Brasileira e Hispano-Americana. Atua principalmente nos seguintes temas: poesia contemporânea brasileira e hispano-americana, estudos de relação entre as áreas artísticas (performance, poesia sonora, artes visuais), linguagem e cultura. É autor dos livros de poesia Cinemaginário (1999), Tortografia, em parceria com a artista plástica Eliana Borges (2003), Corpo sutil (2005) – todos publicados pela Editora Iluminuras – e Amphibia (Portugal, Cosmorama, 2009). Na área de poesia sonora, lançou o CD Ladrão de fogo (2001) e o livro-disco Sonorizador (2007). Organizou a antologia de poesia Outras praias / Other Shores (1997) e criou em parceria com Eliana Borges as revistas de poesia e arte Medusa (1998-2000) e Oroboro (2004-2006). Com Joca Wolff, traduziu o livro-poema aA Momento de simetria (Medusa, 2005) e a coletânea Máscara âmbar (Lumme, 2008), de Arturo Carrera. Em 2010 ganhou o prêmio Petrobrás Cultural, com bolsa para a finalização de seu livro etnopoético Curare, previsto para ser lançado em 2011.

 

Read Full Post »

Older Posts »